21 de agosto de 2011

Festa de Nossa Senhora das Dores 2011 de Patu/RN


Festa de Nossa Senhora das Dores 2011


Estimado Povo de Deus!


“Quando eu sentir tristeza, sentir a cruz pesar, ó Virgem Mãe das Dores de ti vou me lembrar”.
  
Patu ao embalo dos fortes ventos de setembro, se reúne ao redor da sua bela e suntuosa Igreja Matriz, bem pertinho da grande Serra, para com Maria beber na fonte perene do Evangelho, a água pura da vida, que brota do Coração transpassado de Jesus no alto da  santa Cruz.

“A Criação geme em dores de parte”, refletimos durante a campanha da Fraternidade. O sofrer da natureza agredida em Patu e no mundo inteiro, clama em dores por socorro e faz perecer toda a obra do Criador. Que esta dor não seja de morte, mas prenúncio de uma renovada consciência ecológica.

“Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a vossa Palavra!” Pelo sim de Maria, Jesus, o sol nascente, do alto nos veio visitar”. Pelo sim,  Maria  pôde cantar: “Minha alma se alegra em Deus meu salvador”,  mas também as dores se fizeram presente, como já profetizara o velho Simeão: “Quanto a ti uma espada de dor te transpassará a alma”.

A dor unida à Paixão de Cristo é redenção e início de ressurreição.

Patuenses e paroquianos venham todos (as) a 234ª Festa de Nossa Senhora das Dores; com Maria nos coloquemos aos pés da Cruz de Jesus!

Bem-vindos(as)!

Pe. Domingos de Sá Filho, msf
Administrador paroquial