17 de janeiro de 2012

Algo da História do Lima

Tempos e Contratempos



Silvano Schoenberger.
Logo no início de suas atividades como reitor e administrador do Santuário do Lima, Pe. Silvano Schoenberger se preocupou com a questão da água. A barragem estava em boa parte tomada, por isso logo tratou de fazer um desvio feito de pedras e cimento, da água que formava um riacho na época das chuvas. Providenciou a instalação de encanamento para trazer água de um cacimbão construído por Pe. Henrique no alto da serra, distante um quilômetro do Santuário. A água era limpa, porém salobra. Conseguiu que fosse forrada com gesso a residência dos padres. Em outubro de 1980 veio da província do sul o irmão religioso Euclides José Forte com a finalidade de ajudar nas atividades pastorais. Em novembro de 1981 veio de Jucás CE, Pe. Alcides Francisco Cericatto, sob cuidados médicos e alegando estafa a ser curada com os ares da serra. Em pouco tempo se dispôs a assumir a administração do Santuário, liberando Pe. Silvano para atuar na paróquia de Patu, já que Pe. Eurico tinha dificuldades, devido ser idoso e cardíaco. Por isso no mês janeiro de 1982 foi transferido para Betânia, PE. No dia 06 de janeiro Pe. Alcides foi nomeado administrador interino do Santuário e Pe. Silvano, Vigário de Patu. Com pouco tempo no cargo, Pe. Alcides preferiu renunciar e seguir para paróquia de Carius CE. No dia 05 de agosto de 1982 assumiu como 13º administrador o gaúcho João Paulo Winter. Trabalhador, logo providenciou a limpeza da barragem. Seu temperamento brusco e radical lhe trazia dificuldades de relacionamento. Nesta época morreu Pe. Luiz, mas em seguida a comunidade foi contemplada com a presença de Pe. Antônio Schulte-Wrede, considerado um santo, era realmente um homem de Deus, piedoso, muito humano e sempre preocupado com os pobres. Pe. Paulo voltou à Província do sul. Em 1992 Pe. Silvano foi escolhido para ser vice-provincial e mestre de noviços em Recife, sendo para lá transferido. Pe. Tarcísio Weber assumiu como 14º administrador do Santuário do Lima e vigário de Patu.
Pe. Silvano Schoenberger. Foto: Blog Paróquia de Almino Afonso 
A barragem do Lima sempre mereceu cuidados por parte dos Administradores do Santuário 
Pe. Tarcísio José Weber

Pe. Antônio desenvolvia um importante trabalho em prol dos pobres de Patu, principalmente da área da Capela de Santa Teresinha 
Uma ação importante da administração de Pe. Tarcísio Weber foi a construção da passarela da ladeira do Santuário onde o mesmo  fez uma campanha do cimento e recebendo também a doação dos canos de ferro do Dr. Arnaldo Segundo 
A comunidade foi contemplada com a presença de Pe. Antônio Schulte-Wrede, considerado um santo, era realmente um homem de Deus, piedoso, muito humano e sempre preocupado com os pobres.
O túmulo de Pe. Antônio encontra-se no Santuário do Lima ao lado do túmulo de Pe. Henrique Spitz
Outras Imagens da História do Santuário do Lima
Fotos: Site do Santuário do Lima. Digitalização: Raniery Alves
Construção dos apartamentos do Hotel do Lima
Hotel do Santuário do Lima em Construção
Foto da pavimentação da Ladeira do Lima. Não foi fácil construir o acesso ao Santuário. 
            Santuário do Lima em Construção

Texto: Blog A Folha Patuense
Fotos: Arquivo do site do Santuário