28 de fevereiro de 2013

Boletim do Pe. Reginaldo Manzotti


Filhos e filhas,
Nesta quarta-feira (27) aconteceu na Praça São Pedro, no Vaticano, a última audiência pública do Papa Bento XVI. Assim, nesta quinta-feira (28), às 20h (horário de Roma e 16h no de Brasília), ele deixará o comando da Igreja e a Sé estará vacante. 
Muito se falou sobre a renúncia do Papa e muito ainda vai se falar, mas hoje quero partilhar com vocês alguns trechos dessa última audiência.
"Não abandono a cruz, mas permaneço de um modo novo, junto ao Senhor crucificado". Essa frase - de certa forma, uma resposta às críticas sobre a renúncia - revela todo o amor do Papa pela Igreja.
Outra citação que quero destacar é um exemplo de fé: "O Senhor nos doou tantos dias de sol e de leve brisa, dias no qual a pesca foi abundante; houve momentos também nos quais as águas eram agitadas e o vento contrário, como em toda a história da Igreja, e o Senhor parecia dormir. Mas sempre soube que naquela barca está o Senhor e sempre soube que a barca da Igreja não é minha, não é nossa, mas é Sua. E o Senhor não a deixa afundar; é Ele que a conduz, certamente também através dos homens que escolheu, porque assim quis. Esta foi e é uma certeza, que nada pode ofuscá-la".
Com estas citações me remeto ao dia em que Bento XVI foi eleito, em 19 de abril de 2005, e proclamou a frase: Um humilde servo da vinha do Senhor. Foi um pontificado que começou com simplicidade e que não poderia terminar de outra forma, ou seja, com humildade, coragem e muito amor pela Igreja de Jesus Cristo. 
Por isso, especialmente hoje, faço um convite para que em suas orações peçam que o Espírito Santo ilumine a Igreja, o colégio cardinalício que entrará em conclave e todo o povo de Deus.
 Deus abençoe, 
Padre Reginaldo Manzotti