24 de março de 2013

Semana Santa: um encontro de fé e renovação cristã.


A Semana Santa recorda a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo, Senhor da vida e da história. A sua ressurreição é fato real, que dividiu o tempo histórico em antes e depois de Cristo. Mesmo em meio ao secularismo crescente do nosso tempo, de uma crise espiritual que atinge todas as grandes religiões, permanece o respeito pela pessoa de Jesus Cristo, pois mesmo os críticos mais duros do cristianismo, reconhecem em Jesus o modelo exemplar do homem perfeito, especialmente do ponto de vista ético. Para os cristãos, á luz da fé, Jesus é nosso Senhor e Salvador, pois veio ao mundo para redimir e salvar, e anunciar o reino vindouro, definitivo, da vida eterna. Daí que esta vida é preparação da outra, e cada ação nossa aqui neste mundo deverá contribuir para a nossa realidade última, na eternidade.

A Semana Santa nos leva a memorizar o sacrifício de Jesus, que doou a sua própria vida, o seu sangue derramado na cruz, para a salvação de todos. Sem pecado, teve de sofrer a morte como um criminoso, em meio a dois ladrões. Mas um deles, reconhecendo nela a sua humanidade e divindade, e crendo nele como salvador, teve assegurado, por ele mesmo, o ingresso no paraíso. Mas, a Semana Santa, que nos prepara para a Páscoa, quer nos levar a entender o mistério do amor de Deus, que vem até nós na fragilidade da nossa condição, e triunfa sore a morte, com a ressurreição, para nos dar a esperança verdadeira de que a vida é um bem perene, e de que a vida que Deus nos deu é para ser vivida na plenitude, daí que a ressurreição é a grande alegria de quem sabe que somos mais do que a provisoriedade deste mundo, e que há uma vida de bem-aventurança para aqueles que amam a Deus e praticam os seus mandamentos.

Páscoa é tempo de conversão, de mudança de atitude, de renovação, de decisão por uma vida melhor. Daí que nesta Páscoa, mesmo em meio a tanta violência e sintomas da cultura da morte por toda a parte, sabemos, à luz da fé, que podemos fazer a diferença, sendo sal e luz do mundo, tendo Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador, pois ele é “ontem, hoje e sempre!”, e com ele nossa vida tem sentido, que nos garante a alegria verdadeira.

Que nesta Páscoa saibamos perseverar nesta esperança, e na convicção de que Deus quer o nosso bem, ele é o primeiro a vir em nosso encontro, e ele nos espera, de braços abertos, para a colhida em sua casa, no Reino onde justiça, liberdade com responsabilidade, efetiva solidariedade e amor ao próximo, são realidade vividas e concretas, e portanto a felicidade que haveremos de alcançar, junto de Deus. Feliz Páscoa a todos!