1 de agosto de 2014

Agosto é mês vocacional

A Igreja convoca todos os anos um mês especial para intensificar as orações e ações em favor das vocações. O mês de agosto foi instituído na Igreja, como mês vocacional, na Assembléia Geral dos Bispos, no ano de 1981, com objetivos bem definidos:
·        Criar consciência vocacional em toda a Igreja, mostrando que todas as pessoas são chamadas pela Trindade a serem “discípulos missionários”.
·        Enfatizar "que todos os membros da Igreja, sem exceção, têm a graça e a responsabilidade do cuidado pelas vocações" (Papa João Paulo II. Pastores Dabo Vobis 41, 2).
·        Privilegiar um tempo na Igreja para uma evangelização mais direta sobre o mistério da vocação na Igreja.
·        Responder ao mandato de Jesus: "A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam ao dono da messe que envie mais trabalhadores para a colheita" (Mt 9,37-38).

Assim o mês vocacional deve ser assumido por toda a Igreja, na suas mais diversas instâncias, ou seja, por todas as pessoas, dioceses, paróquias, comunidades, grupos, pastorais, movimentos... É um verdadeiro “mutirão em prol das vocações”. Tem umaoperacionalidade bem definida, tendo presente as seguintes comemorações:
  • 1º domingo: Motivado pela festa de São João Maria Vianney, o Cura d’Ars, patrono dos padres, no dia 04 de agosto e a de São Lourenço, diácono, no dia 10, no primeiro domingo celebramos a Vocação ao Ministério Ordenado, ou seja, as vocações presbiterais e diaconais.
  • 2º domingo: Motivado pelo dia dos pais, celebramos a vocação familiar, o chamado a ser pai, ser mãe, o chamado a gerar a vida humana. Na segunda semana se celebra a Semana da Família.
  • 3º domingo: Motivado pela festa da Assunção de Nossa Senhora, no terceiro domingo celebramos o dia da vocação à vida consagrada que são as vocações religiosas, missionárias, como também a vocação de pessoas consagradas nos Institutos Seculares, recordando os vários chamados de Deus neste sentido, sejam para a vida contemplativa nos mosteiros, seja para vida ativa nas várias frentes pastorais e evangelizadoras da Igreja.
  • 4º domingo: No quarto domingo, quando há só 4 domingos no mês, é o dia dos catequistas, os pedagogos da fé, destacando a relação da vocação com a missão de anunciar a Palavra de Deus. Quando há 5 domingos no mês, o quarto domingo é o dia dos ministérios leigos, destacando a disponibilidade para o serviço na comunidade e o papel do leigo no mundo. Daí o dia do catequista passa para o 5º domingo, pois foi estabelecido ser celebrado sempre o último domingo do mês de agosto.