8 de agosto de 2014

VOCAÇÃO: Entrevista com José Bezerra sobre a missão de ser Pai

No centro José Bezerra de Assis e Dona Elizení com os filhos
Site: José Bezerra, você abraçou a vocação à paternidade, a ser família. O que você pode nos contar sobre essa experiência?
Pai: Considero o fator mais significativo do meu projeto de vida. O convívio harmonioso da vida conjugal; a construção do lar passo a passo; o nascimento e o crescimento dos 4 filhos; a determinação e a força para criá-los e educá-los com base na minha formação e a da minha esposa; as alegrias das crianças estando saudáveis e as preocupações quando adoeciam; o esforço para compreender as diferentes fases da infância, adolescência e juventude dos filhos; a felicidade ao vê-los bem sucedidos nos estudos sendo que 3 já têm profissão definida através da aprovação em concurso público. Esses pontos mencionados e outros mais, são efeitos que consolidam a minha vocação paterna.
Site: Ser pai é uma vocação difícil?
Pai: Sim. Assumir a paternidade por vocação, nos dá a consciência de que se deve ter coragem e força para encarar com responsabilidade e dedicação essa realidade. O relacionamento conjugal e a criação dos filhos diante dos constantes desafios que surgem no dia a dia, se constituem numa tarefa realmente difícil.
Site: Como superar momento difíceis em família?
Pai: É preciso insistir na construção contínua do lar, alicerçando-se sobretudo na união, na compreensão mútua e no amor. Esses são pilares que sustentam a família em todas as circunstâncias.
Site: Você dialoga com sua família?
Pai: Sim. Deus sempre concede-me essa capacidade de abertura e franqueza para ouvir a todos da família e conversar a fim de chegar a algum consenso diante das situações conflituosas.
Site: O que significa a vida em comunidade para você?
Pai: É a vida participativa e socializada em que há interesse pela conservação e crescimento do bem comum . É você indignar-se quando vê o outro sendo injustiçado e alegrar-se se percebe que o seu próximo está feliz.
Site: Além da vida em família, você é um homem comprometido com a vida da comunidade paroquial. Como você participa da paróquia?
Pai: Dentro das minhas limitações, participo de alguns movimentos e pastorais, com o interesse de servir a Deus e ao próximo, ajudando a evangelizar as pessoas.
Site: Sua mensagem  para os pais neste mês dedicado as vocações.
Pai: Você que é pai, sinta-se feliz e orgulhoso com essa função familiar que Deus lhe confiou. Ore sempre ao Senhor para desempenhar esse papel com responsabilidade, compromisso e sobretudo com amor. Juntamente com a esposa, se esforce e lute para serem bons parceiros e enfrentarem a realidade conjugal e familiar com discernimento, dando bons exemplos aos filhos. Apesar dos perigos constantes que o mundo de hoje apresenta para as famílias, não se dobrem aos desejos espúrios dessa sociedade desumanizada. Mantenham a fé em Jesus e com perseverança procurem oferecer para seus filhos o melhor: a educação e a boa formação cristã.

Dia dos Pais, Patu-RN, 10 de agosto de 2014
José Bezerra de Assis
Professor, Poeta, Catequista e Pai